sábado, 7 de junho de 2008

être comme la rivière quoi coule

“Ser como o rio que flui
silencioso no meio da noite.
Não temer as trevas da noite.
Se há estrelas no céu, refleti-las
E se os céus se enchem de nuvens
como o rio,
as nuvens são água;
refleti-las também, sem mágoa,
nas profundidades tranqüilas”.

(Manuel Bandeira)


Ser como o rio que flui é seguir seu seu caminho normalmente. Manter o silêncio no meio da noite é não nos queixar das dificuldades, não gritar. Não atrapalhar os outro córregos. Não temer as trevas da noite, não tendo medo das dificuldades é que saímos de nossa nascente. E, se há estrelas no céus refleti-las, eis que Bandeira fala das boas ações - se existem devem ser repetidas. Como as nuvens, refletir em sua face as suas mágoas. Faz parte. Efim, sem como o rio que flui!


7 comentários:

Dan Souza disse...

Ser como o rio que flui é simplesmente viver!
Cm vc msm dsse:
"Ser como o rio que flui é seguir seu seu caminho normalmente."
É não pisar nas pessoas, não magoar, não fazer o mal, é refletir as estrelas e o bem...
É simplesmente seguir!

Seu post ficou liiindo!

Amo vc!

Victor Moraes, disse...

*___*

Rα i sα ~ disse...

Ser rio. Saber ser imenso e ser córregos.
Saber contornas pedras, saber, as vezes se preciso for,
ultrapassá-las, pois és mais que elas.
Saber ser, pois és, caminho de barcos.
Saber que eles passam, vão e até voltam.
Mas que não param, não estacionam, não permanecem.
Saber naufragá-los pra retê-los.
Porque ser rio é saber ser homem,
no sentido sobre-humano que isso implica.
Saber seguir, fluir, deixar seguir, reter, amar.

Rα i sα ~ disse...

As víceras:


Clavo me remo en el agua
Llevo tu remo en el mío
Creo que he visto
una luz al otro lado del río
El día le irá pudiendo
poco a poco al frío.
Creo que he visto
una luz al otro lado del río
Sobre todo creo que no todo
está perdido
[tanta lágrima, tanta lágrima]
Y yo soy un vaso vacío.
Oigo una voz que
me llama, casi un suspiro.
- Rema, rema, rema, rema, rema.
En esta orilla del mundo,
lo que no es presa, es baldío.
Creo que he visto
una luz al otro lado del río



APONTA PRA E REMA'

Victor Moraes, disse...

Já foram palavras demais pra este dia!
acho que agora me calo.










p.s.: procura-se um cais!

Rα i sα ~ disse...

O rio transbordou?

amanda lee jones disse...

via em tudo céu
fiz de tudo cais...
que deletério é esse, meu bem?