quarta-feira, 2 de abril de 2008

Da amizade


Okay, okay. Mesmo sem comentários no últimos post, eu vou postar.
Além de dedicar os, pelo menos, dois últimos textos à amizade; o tema
foi discussão por pelo menos mais duas - o número está me perseguindo -
e em uma delas a professora me pediu pra definir amizade em duas [ mais
uma vez esse número] palavras. Lealdade e infinito - respondi. Primeiro,
pensei no ultimo texto e a palavra chave dele. Le-al-da-de. Segundo, amizade
se define? Não. Não mesmo. Lembrei de Rai. De várias pessoas. O que Rai diria
uma hora dessas!? - Infinito. Pronto, respondi. Logo questionaram, "infinito?".
Logo afirmei, se não entendem, não sabem o que é uma amizade.
Postei, eu mesmo, o video de "Queridos Amigos" no YouTube. Algo me
chamou atenção nos comentários. "saudade de um tempo que não voltará
nunca mais: o tempo que as pessoas eram mais amigas, menos egoístas,
e mais felizes!". Será que a época, o tempo mais rápido e coisas-do-tipo afetaram
os relacionamentos humanos nos últimos anos? "Espero que esta cena desperte
ou seja resgate a amizade em muita gente,sem inveja,falsidade,egoísmo e etc".
Eu acho que a geração "século XXI" deixa as coisas - sim - mais superficiais e
repleta de interesses. Vou buscar nos outros o que gostaria pra mim. Isso é
a "razão" da amizade. Mas o tempo é outro, as pessoas querem novas coisas
a todo tempo. Conseqüentemente, novos amigos. Aí volto pro texto do post passado.
Não, desisto. Não volto. Não o esqueci ainda.
Eu termino de escrever sobre "amizade" sem defini-la ao certo. Mas sei, ao menos,
porque escrevo. Escrevo porque o tema me perseguiu. Porque acho que era pra
refletir sobre ele. Escrevo, logo reflito. "Lealdade" já basta, infinito é conseqüência.



Retificando - Obrigado Amanda pelo comentário.

4 comentários:

amanda lee jones disse...

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências.
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não
posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários,
de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, trêmulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer ...
Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

- A gente não faz amigos, reconhece-os.


(Vinícius de Moraes)

Dan Souza disse...

Puts!
Depois de Victor Moraes e Vinicius de Moraes(postando por Man... =D) o que mais eu poderia dizer???
Só me resta concordar!
Concordar plenamente!
principalmente naquela parte m que dizem a falta que os amigos fazem em todos aqueles momentos!

Não saberia definir amizade em duas palavras, talvez pudesse definir amizade com alguns nomes...
Os d todos os meus amigos(o q significaria MUITAS palavras)!

Acho mesmo que a geração 'século XXI' esteja repleta de inveja, falsidade e interesses e talvez por isso não dão tanta importância para os amigos...

Mas enquanto existirem pessoas como vcs(meus amigos), eu tenho fé na amizade!

amanda lee jones disse...

exatamente, Dani!
enquanto existir vocês, eu vou ter esperança de que os verdadeiros amigos existem...

e amizade lá tem definição?
se sente, e pronto. isso basta.

Kagahn disse...

SECURITY CENTER: See Please Here