segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Infinito Público

Não irei dar a ninguém o ar da minha razão, jamais! Enquanto não puserem meus olhos em outro ângulo ainda serei o centro do universo, e esse foco eu não perco mais. ... nem por você nem por ninguém (8)' Permaneço nas falas, nas rodas, eu permaneço. Por pior que tentem, não conseguem. Antes assim, do que nunca ter provado disso. ...para que meus inimigos tenham pés, mas não me alcancem (8)' Que Blake [mais que meu espelho, meu reflexo] ache, mais uma vez, pra mim palavras para expressarem meus pensamentos: Ouve a reprovação de um tolo, é um elogio so-be-ra-no! O título desse post é um exemplo, aposto que os tolos pensaram: 'sem criatividade', mas sabe porque? Bem, porque todos já esperam de mim aquilo que eles não podem gerar sozinhos. Quando vêem algo incomum [ou seria melhor 'comum' apenas!?] apontam e se chamam idealistas. Agora aproveite o espaço 'comentários' desses blogs e me conte suas idéias, sem frases feitas, se você as tiver.

Perca a chance de ficar calado. Comente!

4 comentários:

amanda lee jones disse...

[perdendo minha chance de ficar calada]


e depois você ousa me dizer que não tem texto, tsc tsc -.-

Rα i sα ~ disse...

chance de ficar calada?! adoro perdê-la!


ah, claro, nunca vi tanta falta de criativade.
quando crescer quero ser Victor Moraes.
Siim, deusa, faço questão dos olhos.

Victor Moraes, disse...

foi um post uma tanto quanto 'revoltado'. auhuahsuahas
mas gostei de ganhar elogios ainda sim!
me senti ainda mais!

Fábio Buchecha disse...

Tolo? Eu?

=]

Valeu a visita lá no blog cara! Descobrisse ele como?

___________________________________
TemPraQuemQuer <<< Entra!