quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

? (Fruto da imaginação)

Já comecei a escrever e depois apaguei sei lá quantas vezes! Mas hoje eu queria escrever mesmo, tô começando a me sentir melhor assim. Escrever sobre mim, sobre o que eu quero ser ou o que eu quero pensar, daqui pra frente. Mas isso é mesmo difícil, não porque me falta esse 'o que eu quero...' , isso eu acho que todo mundo tem o tempo todo, mas porque eu não sei bem explicar o que é que quero... Opa! minha mão não ta se controlando em apagar tudo isto MAIS UMA VEZ [Tá, vou continuar!no fim apago mesmo]. Primeiro você tem que pensar em quem você é de verdade. Só ai eu devo ser uns 3, ter uns três instintos de personalidades diferentes. Okay, agora pegamos tudo isso e vemos o que já fomos ou pensamos nos resultados anteriores como quando você [eu] tentou [tentei] fazer isso antes -nooooossa isso não foi agradável- [respira!]então penso, não dá pra eu escolher qual o melhor de meus eus; e simplesmente tentar ser só ele, a cada momento vem a calhar ser um depois outro. Forçar a barra só terminou mal e deixou a mostra pontos fracos.
Continuando a receita... acho que não tem uma medida exata pra esses "temperos"; afinal, um dia você ta afim de um prato salgado, outro dia doce...outro dia até amargo, quem sabe! Pois está definido que irei manter, a partir de agora, o equilíbrio entre meus Eus. [que complicação psicofilosofica] Acho que isso é a tal da natureza própria. Vou deixar que essa 'triplici' interior se manifeste só, na hora em que quiser, afinal tudo deve completar algo, deve compensar ou sei lá...mas tudo vai se equilibrar como numa balança.
Voltando ao ponto "apagar tudo agora mesmo", acho que vou deixar aí, mas confesso que tô com um baita receio de ler isso tudo aí em cima. Deve tá muito difícil pra entender, mas também, deve ser um prato cheio pra um analista! Não vou apagar, quero daqui a um tempo reler e rir muito, ou comparar, ou sei lá o que...

- Nossa Victor, porque você não fala do seu dia-a-dia nesse blog?
- Putz... eu falo da minha vida, não tá bom não!?

Nóia, já imaginando os comentários!

4 comentários:

amanda lee jones disse...

maktub total!

ah, com o tempo o que tem que ser VAI ser, então não há puq se preocupar em 'ser o quê' agora ~

Rα i sα ~ disse...

ou uma miragem de um déjavuqualquer [?]'


Esse blog - como se o meu fosse diferente, ou de o Man ou o de Dani - é um belo banquete à classe médica. São tantos os conflitos existencias, o eu questionando o mim que, por sua vez, enlouquece o alter-ego - e eu [primeira pessoa do singular] já não sei mais do que estou falando. É, hora de dormir.



- Agradecendo: Freud e Toller .

Victor Moraes, disse...

Rai: sim, um prato cheio! ainda tenha a esperança disso virar livro! kkkkkk
imagine, nossos posts todos juntos num livro só!
[já tô imaginando Ra í sa dizer: 'nem que pra isso eu tenha que virar puta']
coitada de surfistinha!rsrs
Man: se a gente não se preocupar, no futuro, nós não vamos estabelecer comparações entre 'oque eu queria' e o que 'eu sou'.
quando agente lembra da infancia é isso que agente faz.
Deve ser o mesmo quando as pessoas estão trabalhando, com filhos e pagando imposto!

Dan Souza disse...

Victoooooor!!!
Posso ser sua analista???rs

Imagino isso td virando um livro...
Poderia ser um livro de auto-ajuda...
Não, definitivamente não poderia ser um livro de auto-ajuda!
Mas imagine os analistas lendo esse livro???
será que eles desistiam da carreira???
Acho q um d nós é 'fácil' de aguentar, mas os quatro juntos???
Gostaria de conhecer os leitores desse livro( se eles não enlouquecerem no final!rs)