sábado, 5 de janeiro de 2008

Bateu a saudade

Saudades dos tempos da escola, saudades do tempo de menino.
Ta bom, não faz tanto tempo assim. E só quero voltar numa escola pra fazer a matricula de meu filho agora. Mas hoje a sensação foi diferente... Acordei lá pra meio-dia, estava todo mundo fora de casa... ai fui abrir a geladeira, tomar um guaraná no gargalo (mas Victor, tenha modos!) e depois fui em direção a TV, mas a preguiça de aperta o botão me fez voltar pra cama. Ao entrar no quarto me deparei com o reflexo do sol que vinha da janela e refletia na medalha, da feira de ciências do colégio, esquecida numa pratileira qualquer. Ahh sim, eu a peguei e fui pra cama com ela na mão. Ai comecei a lembrar de tudo, mais uma vez; e confesso que uma das coisas que mais deram saudades foram as 'briguinhas'. é muito engraçado lembrar disso agora, bem que nos dizem: "uma dia você vai rir de tudo isso", mas nem ri tanto assim. Ontem passou um filme (um show de vizinha) na tv, eu já havia assistido antes mas foi bom relembrar, o carinha do filme esta se formando, esta no final do terceiro ano. Chega da raiva ver ele fazendo o anuário e preparando o baile. Lá não teve nada, mas o pior foi que teve gente que correu atrás de uma boa despedida, mas nem rolou clima pra isso lá, no pior 3º ano da história. Voltando ao dia de hoje, e eu ainda parado na cama com a medalha na mão... a cena que hoje ainda não consigo rir, foi o desfile nas ruas da cidade, contava melhor animação e eu me senti fazendo o trabalho todo só. Até ai é engraçado, até qu eu me canso e a nossa sala é a única a parecer um enterro. Logo, encontro Lai, no meio daquela romaria, e começamos a falar dos estandartes que iria na frente da galera se não tivessem SABOTADO nosso tema pra feira. Como se não bastasse a sala concorrente leva a frente de seu povo, Didi (linda) e outro cara lá...em cima de um cavalo vestidos de Morgana Le Fey e Rei Arthur Pendragon, respectivamente. Acho que ninguém, além de Rai, vai entender tamanha angustia. Foi um pesadelo. Mas Dih tava linda ainda sim!
Saudades de Lai e de todas aquelas lágrimas derramadas logo depois dentro do stand naquela sala, onde fiquei horas ali sentado sem vontade nem de respirar.
Tirando isso, lembrei até do encontro antes da aula e de todo mundo mundo de branco no primeiro dia de aula, entrando já pulando, parecendo que seria o melhor terceiro ano da história. Mas foi até ali, depois nunca mais. Mas será o mais inesquecível, com certeza.

p.s.:Força Britney

4 comentários:

amanda lee jones disse...

você é sábio e sabe recordar as coisas realmente boas.

Anonymous disse...

perfeito
como sempre.

:*
Alice

Rα i sα ~ disse...

/lágrimas.



Não a derrubei do cavalo porque era Dí.
Sei sim a dor, sei sim de não conseguir respirar e também de não ter a minima vontade.
Sei mais, sei o que é conceber um lindo projeto e vê-lo sucumbir numa revolução patética.
Estavámos, não num desfile mas, num cortejo funebre.
Lia-se em todos a nota de falecimento 'da grande promessa' e em mim estava escrito:

Aqui jaz um sonho.


____________
Amor, deixa ... não tivemos anuário, mas sempre teremos um grande ano a lembrar. Guarda meu primeiro pedaço de bolo contigo e lembra: todo o mal nos faz muito bem. Estamos vestidos e guiados por Jorge.

Confessado por : Rai, em nome da Deusa ~

Victor Moraes, disse...

sem palavras.*-*