terça-feira, 18 de novembro de 2008

Época (O melhor do pior de mim)

Fazemos algumas opções e como se não bastasse nos afastar de pessoas, lugares e 'tempos' nos afastamos de nós mesmos. Daquilo que éramos no passado. E é disso que sinto falta. Falta de mim. Saudade de quem eu era. Não, não quero voltar no tempo. Não sinto por tudo que passou. Por amores que ruíram. Estes não servem nem para responder o 'com-relacionamentos-anteriores-aprendi' do orkut. Meu ego hoje fala mais alto do que as fotos em pastas antigas, mais alto que os berros no refrão de músicas que agora saíram de minha playlist; que podem tocar à noite mas já não tocam o coração.
Fazem falta as minhas burradas, o meu lado que gostava de alimentar ódios, as minhas festas, as minhas veias e as minhas drogas. Meu velho sangue. Minha doença. Nada mais ocupa esse lugar, é tudo tão pouco. Já não cabe como rima de poema. E mesmo que esse pedaço de mim não volte mais, ele fez tudo que muitos nunca fizeram. Aproveitado. Vai ver é por isso que só isso faça falta. Mais nada.

Isso ai é pra te verem como vitima ou você está feliz em me ver?


2 comentários:

Ágatha disse...

Sinto essa mesma falta, a falta de mim do passado. Mas também não quero que esse eu volte. A falta hoje, pra mim, é o alimento de que minha alma precisa. As lembranças, s drogas e os gostos vividos hoje é minha morte.


- Exclui o outro orkut, amor. Te add ou vc me add no novo. Depois passo meu msn novo tbm. Fiz um repescagem do que eu quero e das pessoas que preciso e você tá na lista. Exclui tbm meu antigo blog, não uso mais, add esse.

Leh disse...

Leke... Tipo ki eu nem entendi essa pergunta no final! Sou horrivel msm pra essas coisas! ahUahUAhUAahu


http://metobronca.blogspot.com/