sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Estampado

Palavras esquecidas. Texto em rascunho de vinte e seis de novembro e dois mil e oito. Perdido, imcompleto, impossibilitado. Hoje sim, aberto. Lido. Realizado. Palavras aprisionadas há tanto tempo e agora jogadas ao vento forte que por aqui sopra.
Com os pés mais firmes do que nunca, as mãos que coçam na ansia de escrever no chão sagrado - em preto e sangue - 'fé na tabua'. O coração se perdeu e os pulmões, começam a tomar folêgo. É assim que descrevo a presente situação. Extinta as trilhas sonoras. E a tudo mais, fica o dito pelo não-dito. E tudo que há em mim escrito, em brasa e carne viva, realizado. O fardo findado, finalizado. ( . . . )
Os textos precisam ser terminados - ainda que às cegas. #tededico, almodovar!

2 comentários:

Tiago Fagner disse...

Post com Dedicatória! \o/

Rα i sα ~ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.