terça-feira, 23 de setembro de 2008

Karma

Se eu não pude ter aquele castelo porque agora vou apedreja-lo? Bem, é isso que os fracos fazem. Sempre perdem, e depois tentam acabar com o que [ou quem] não possuíram. Poderiam seguir suas vidas e tentar construir sua própria p*rra, mas não - os maldosos não sabem fazer isso. Antes, bem antes, isso me incomodava... Mas agora, você se afunda tão raso que não dá nem pra tentar te salvar. É de dá pena o modo como a gente vê os outros mendigando uma vida que não é sua; amigos que não são seus, familia, músicas, papeis e cadeiras. É uma pena o modo como colocam sorrisos no rosto após atirar em 'irmãos e irmãs' suas próprias culpas. É de gente que vai se reduzindo, concordando com o que discordam que é pra fugir do destino de afastar as pessoas e terminar - como todos prevêem - só. Ninguém acredita mais em asas mal pintadas.


É, o velho texto batiiido'

7 comentários:

PequenAprendiz disse...

Eu não consigo entender comouma pessoa pode se sentir feliz com a desgraça alheia, pior ainda, quando é causada por ela própria.
E existem tantos seres assim...

Victor Moraes, disse...

é como eu disse: é uma pena.

Plynio Lp disse...

"você se afunda tão raso que não dá nem pra tentar te salvar.


essa é nova, adorei, hehe...
pura verdade...
acho muito paia isso de vc agredir q vc nao pode ter, paia mesmo...
cacete, vive com o q vc tem porr*...



valew
http://plyniolp.blogspot.com/
http://xculaxo.blogspot.com/

Victor Moraes, disse...

as pessoas se identificam! ^^
gostei disso...'paia'!

Karina disse...

Comentei no outro post:

Karina disse...
Bonitos textos, belo blog... são todos autorais (exceto, é claro, aqueles que você cita a fonte)?

bjs

Setembro 23, 2008


Em "Lugar para Lamúrias"

THIAGO PAULO disse...

Nossa, isso que disse é tudo verdade, e eu odeio esse tipo de pessoas. Porque desejar maldade de outras pessoas? Seria melhor desejar o bem!

Muito bom o texto, adorei!

Abraços...

Victor Moraes, disse...

é mais comum do que imagino, heim!?