sábado, 9 de fevereiro de 2008

Sobre os mares que ainda não andei

Avante
Desta vez o caminho a se guiar
Não é o que o remo quis levar,
É aonde a maré não virou!

Aprumar
Pois que o circulo do Deus do Tempo
Não me aponte tão longe dos outros,
Não me ponha pra fora do Teu circulo.

Rema
Que voar não é direito,
não há tempo pra covardia,
não com remo fincado na água

Devagar
Se dedica mais,
e é disso que irei lembrar!


Horizonte distante!?
Nem por isso é não chegar.

4 comentários:

amanda lee jones disse...

e não te falta ao passo,
a gente quer ver...

Victor Moraes, disse...

*-*

Dan Souza disse...

Se a gente tiver junto, quanto mais longe o horizonte melhor, pq assim a gente tem mais tempo pra bater papinho e ficar junto!rs rs

Te Amo!!!

Victor Moraes, disse...

ohh dani é mesmo *-*
te amo too